ONG diz que Síria registrou 25 mortes em apenas 24 horas

Observatório Sirio de Direitos Humanos diz ter computado morte de 19 civis e 6 oficiais das forças de segurança

AFP |

Pelo menos 25 pessoas - 19 civis e seis oficiais das forças de segurança - morreram nas últimas 24 horas na região de Jisr al-Chughur, noroeste da Síria, onde acontecem operações militares desde sábado, informou neste domingo o diretor do Observatório Sírio de Direitos Humanos, que tem sede em Londres, Rami Abdel Rahman.

"Vinte e cinco pessoas foram mortas a tiros na região de Jisr al-Chughur: 10 ontem e 15 hoje ( domingo )", declarou à AFP o diretor do observatório.Dezenove civis e seis oficiais de segurança morreram nesta localidade do governo de Idleb, cenário de ações militares.

No sábado, um militante afirmou que as forças de segurança abriram fogo para dispersar mais de 1.000 pessoas que protestavam após o funeral de um civil.A agência oficial Sana informou apenas a morte de um "criminoso" e de um membro das forças de segurança em Jisr al-Chughur. As autoridades acusam "grupos criminosos" de provocar os distúrbios.

Também neste domingo, o grupo "A Revolução Síria", um dos mais ativos opositores ao regime do presidente sírio, Bashar al-Assad, disse ter encontrado 23 cadáveres na cidade de Hama. Segundo a página do grupo na rede social "Facebook", os corpos foram achados em um parque e eram dados como desaparecidos desde sexta-feira, quando as forças sírias reprimiram com rigor uma manifestação nesta localidade.

*Com AFP e EFE

    Leia tudo sobre: Síriaviolênciamanifestações

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG