extrema pobreza no R.Unido - Mundo - iG" /

ONG diz que 1,7 mi de crianças vivem em extrema pobreza no R.Unido

Londres, 26 jan (EFE).- Um total de 1,7 milhão de crianças vivia em 2008 em condições de extrema pobreza em um país europeu rico como o Reino Unido, denuncia em um relatório a organização humanitária Save The Children.

EFE |

Esse novo número representa um aumento de 260 mil menores de 2004 a 2008, e equivale a 13% da população infantil britânica, dois pontos percentuais a mais que em 2004, critica a ONG.

O relatório revela que quase a metade das crianças em condições de extrema pobreza vive em famílias monoparentais e outra metade, em famílias com a maioria de seus membros desempregada.

As crianças de origem paquistanesa, bengali e da África Subsaaariana têm o triplo de possibilidades de estar em condições de pobreza que uma criança branca, adverte a ONG.

A capital britânica apresenta a maior proporção de crianças sob condições de pobreza severa, quase 300 mil crianças, 20% do total do Reino Unido.

O Governo trabalhista britânico, que prometeu erradicar totalmente a pobreza infantil para o ano de 2020, se defendeu dessas críticas e afirmou que tirou da pobreza relativa meio milhão de crianças e ajudou as mais pobres.

O Governo do Reino Unido considera pobreza absoluta a daquelas famílias cuja renda é inferior a 60% da média do período 1998/99.

Segundo o diretor da Save The Children no Reino Unido, Fergus Drake, "é impactante que, no momento em que o país viveu níveis de crescimento econômico sem precedentes, o número de crianças que não têm o essencial como roupa ou cama tenha crescido tanto". EFE sga/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG