ONG denuncia sequestro de 2 voluntários no Sudão

Paris, 5 abr (EFE).- Dois membros da ONG francesa Ajuda Médica Internacional (AMI) foram sequestrados na noite passada por um grupo de homens armados não identificados ao sul da conflituosa região sudanesa de Darfur, denunciou hoje a organização.

EFE |

A ONG afirma, em comunicado, que os dois trabalhadores humanitários sequestrados, cuja identidade não foi divulgada, fazem parte de sua equipe de expatriados com base na localidade de Ed al-Fursan.

Logo após saber do sequestro, o Ministério de Assuntos Exteriores francês estabeleceu um centro de crise para acompanhar de perto a situação.

"O centro de crise e nossa embaixada em Cartum estão em contato com a ONG e com os diferentes interlocutores atingidos" para tentar localizar e libertar os dois retidos, afirma um comunicado divulgado pelo ministério.

A Ajuda Médica Internacional trabalha no Sudão desde 2004. Suas equipes contribuem para o acesso aos cuidados básicos de saúde da população rural de Darfur, região da qual recentemente foram expulsas várias organizações humanitárias por ordem do Governo sudanês.

O Sudão expulsou 13 associações de ajuda humanitária depois que o Tribunal Penal Internacional (TPI) emitiu uma ordem de detenção contra o presidente sudanês, Omar al-Bashir, por crimes de guerra e contra a humanidade cometidos em Darfur. EFE pi/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG