ONG denuncia prisão de defensor de direitos humanos na China

Pequim, 8 jun (EFE).- Feng Zhenghu, defensor dos direitos humanos conhecido por suas críticas ao sistema judiciário chinês, está detido desde 5 de junho por desordem pública, denuncia um comunicado da organização Chinese Human Rights Defenders (CHRD).

EFE |

Feng foi detido em casa por membros do Escritório de Segurança Pública de Xangai e teve seus computadores apreendidos, acrescenta a nota da CHRD.

Segundo a organização, o ativista continua detido em um centro policial do distrito de Yangpu.

Aparentemente, Feng foi detido pela publicação e distribuição de um artigo intitulado "Testemunho da injustiça nos tribunais de Xangai".

O ativista ficou preso entre 2000 e 2003 por publicar informações sobre empresas japonesas em Xangai, mas sempre disse que a sentença foi injusta.

Após deixar a prisão, começou a documentar e reunir casos de sentenças nas quais outros processados também denunciaram erros judiciais e falhas de procedimento, até elaborar, em janeiro deste ano, o artigo mencionado, que foi entregue às autoridades e a legisladores nacionais.

Esta semana, por ocasião do 19º aniversário do Massacre da Praça da Paz Celestial (4 de junho de 1989), várias organizações de defesa dos direitos humanos, entre elas a CHRD, pediram ao Governo chinês que liberte os presos políticos e acabe com a perseguição a cidadãos contrários à política governamental. EFE abc/wr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG