ONG defende WikiLeaks de "censura" e retransmite site

Repórteres Sem Fronteiras hospeda um espelho do portal que publicou documentos secretos da diplomacia mundial

EFE |

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) começou nesta segunda-feira a hospedar um espelho do portal WikiLeaks "perante a censura e a perseguição" à qual foi submetida a página.

A RSF anunciou a abertura de um site (wikileaks.rsf.org) que dá acesso aos documentos americanos revelados pelo WikiLeaks após o mesmo ter sido rejeitado por alguns serviços de hospedagem de sites.

"Damos simbolicamente nosso apoio ao direito do WikiLeaks de publicar informação e não ser impedido neste trabalho", disse, por meio de comunicado, a organização defensora da liberdade de imprensa.

Um porta-voz da entidade acrescentou que a iniciativa "é uma resposta à censura que alguns querem impor à WikiLeaks", constatada com os "atentados" sofridos pelo site.

Prisão

Na última quinta-feira, o fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, foi libertado sob fiança após passar nove dias preso . Em entrevista coletiva após ser solto, o criador do WikiLeaks prometeu continuar o seu trabalho e voltou a negar as acusações de crimes sexuais que enfrenta na Suécia.

O dinheiro da fiança estabelecida previamente - 240 mil libras (cerca de R$ 640 mil) - já havia sido obtido com apoiadores do fundador do WikiLeaks, de acordo com seu advogado. Sob as condições da fiança que haviam sido estabelecidas previamente, Assange deve ser monitorado eletronicamente. Ele ficará abrigado em uma casa de campo no leste da Inglaterra, que pertence a um de seus apoiadores, e terá de reportar-se à polícia diariamente.

O criador do site foi preso em 7 de dezembro, após se entregar à polícia britânica, que cumpriu um mandado de prisão internacional emitido pela Suécia. Assange, que tem irritado os EUA e outros países por causa da divulgação de milhares de comunicações diplomáticas secretas, nega a acusação de crimes sexuais, que diz ter motivação política.

    Leia tudo sobre: WikiLeaksRepórteres Sem Fronteiras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG