ONG alemã denuncia altos índices de urânio em água

Berlim, 5 ago (EFE).- A água encanada na Alemanha contém índices de urânio acima do permitido, denunciou nesta terça a ONG em defesa do consumidor Foodwatch.

EFE |

O presidente da organização, Thilo Bode, afirmou à emissora "N-TV" que uma de cada dez torneiras tem nível de urânio acima do limite permitido de 2 microgramas por litro na Alemanha.

"Acima deste limite a água não é apropriada para lactantes", declarou Bode, que criticou a "falta de informação aos cidadãos" pelas autoridades alemãs.

"O Ministério da Saúde tem a obrigação de informar os cidadãos se o nível de urânio contido na água potável superar a barreira permitida", declarou.

O relatório revela que em 150 dos oito mil testes realizados o conteúdo de metal pesado era de 10 microgramas por litro, enquanto em alguns casos chegou a 20 microgramas.

"Pequenas concentrações de urânio têm um efeito nocivo para as funções vitais do rim", explicou o toxicólogo Hermann Kruse para um programa da emissora alemã "ARD".

O perigo de uma grande quantidade de urânio na água potável não tem muita relação com uma possível radiotividade, mas com os processos químico-tóxicos que podem provocar seu consumo prolongado.

A Foodwatch afirmou que o problema é de "fácil solução", já que "bastaria acrescentar alguns filtros" para reduzir os níveis de urânio na água encanada.

No site da organização, os cidadãos podem comprovar qual é o nível do metal tóxico em cada Estado da federação. EFE ira/fh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG