ONG acusa Israel de violar leis de guerra em Gaza

Jerusalém, 30 jun (EFE).- A ONG Observatório de Direitos Humanos, com base em Nova York, acusou hoje Israel de violar as leis de guerra, durante a ofensiva de dezembro e janeiro em Gaza.

EFE |

Em um relatório, apresentado em uma entrevista coletiva em Jerusalém, a ONG afirma que Israel utilizou armas de alta precisão, como mísseis disparados de aviões sem piloto, para matar dezenas de pessoas que não participavam dos combates.

O documento aponta a morte de 29 civis, entre eles nove crianças, em seis ataques com aviões não pilotados, durante as três semanas da ofensiva militar de Israel.

"A Observatório de Direitos Humanos lembra que as forças israelenses não tomaram as precauções necessárias para verificar que os objetivos não eram combatentes, como exigem as leis de guerra", afirma a ONG no relatório.

Pelo menos 1.400 palestinos morreram na ofensiva militar israelense na Faixa de Gaza, de acordo com fontes locais.

Segundo essas fontes, a maioria das vítimas era civil. EFE amg/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG