ONG acusa Israel de obrigar palestinos a fornecer informações

Uma organização não-governamental, a Médicos pelos Direitos Humanos, está acusando as autoridades israelenses de obrigar palestinos a fornecer informações para poder sair da Faixa de Gaza, a fim de ter acesso a tratamento médico.

BBC Brasil |


Clique para ver o infográfico


Segundo o grupo, nos primeiros três meses de 2009, 438 pacientes palestinos foram interrogados na passagem de Erez, o principal ponto de passagem para pessoas que precisam transitar entre Israel e a Faixa de Gaza.

A organização afirma que os serviços de segurança israelenses estão envolvidos em tentativas sistemáticas de recrutar os pacientes palestinos como colaboradores, sob pena de negar a eles permissão para deixar a Faixa de Gaza.

Israel teria interrogado crianças e detido pacientes por períodos não revelados, intimidando-os durante interrogatórios, disse a Médicos pelos Direitos Humanos.

Autoridades israelenses afirmaram que apenas fazem checagens de segurança para garantir que os palestinos que entram em Israel não cometam ataques suicidas.

Genebra

As informações coletadas pela Médicos pelos Direitos Humanos foram apresentados ao Comitê da ONU contra Tortura, baseado em Genebra.

"Os dados apontam o aumento na proporção entre o número de interrogatórios e o número total de pedidos (para tratamento de pacientes em Israel) às autoridades da passagem de Erez", afirmou a organização.

O processo de triagem de pacientes da Faixa de Gaza para tratamento médico em Israel, ou mais além, era administrado pela Autoridade Palestina mesmo depois de o Fatah, a facção liderada pelo presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, ter sido expulso da Faixa de Gaza pelo Hamas em junho de 2007.

Autoridades do Hamas assumiram o controle do escritório que gerencia o processo. Devido ao fato de Israel se recusar a negociar com o Hamas, que considera um grupo terrorista, este processo de envio de pacientes foi paralisado. Autoridades do Hamas afirmam há tempos que o processo é ineficaz e corrupto.

No começo de 2009, a Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou que os conflitos entre o Hamas e a Autoridade Palestina colocam em risco as vidas de muitos palestinos, moradores da Faixa de Gaza, que estão gravemente doentes.

Leia mais sobre Israel

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG