Onda gigante arrasta barco até o centro de cidade do Chile

Santiago do Chile, 27 fev (EFE).- Uma onda gigante entrou hoje em Talcahuano, no sul do Chile, e arrastou um barco pesqueiro até a praça dessa cidade, assim como vários veículos, e inundou centenas de casas, como consequência do terremoto de mais de 8 graus que castigou este sábado o país.

EFE |

Segundo informou a Televisão Nacional, ainda se desconhece até o momento o número de vítimas deixado pela ressaca, que teve características de tsunami e inundou o centro de Talcahuano, a 530 quilômetros ao sul de Santiago.

A diretora do Escritório Nacional de Emergências (Onemi), Carmen Fernández, assegurou aos jornalistas que ela não é o responsável de estabelecer que é um tsunami, mas disse que os cidadãos o viveram como tal, embora segundo outros especialistas tenha sido apenas uma forte ressaca.

A ministra de Habitação, Patricia Poblete, estimou que no total 1,5 milhão de casas em todo o país foram danificadas como consequência deste terremoto.

O terremoto aconteceu hoje às 3h36 (na hora local e em Brasília) com epicentro na região de Bío-Bío, a 500 quilômetros de Santiago e a 90 quilômetros da capital regional, Concepción.

O Governo chileno confirmou pelo menos 214 mortos na tragédia. O sismo chegou a ser sentido em alguns bairros de São Paulo e teve 8,8 graus de magnitude na escala Richter, segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS, em inglês). EFE frf/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG