Onda de frio persiste e mata 9 no México

México, 10 jan (EFE).- A onda de frio ártico que atinge o México, a mais forte da temporada, deixou até agora nove mortos e afetou especialmente os estados do norte e do interior do país.

EFE |

A Secretaria (Ministério) de Saúde informou em boletim que desde 29 de outubro até a quinta-feira passada sete das mortes foram em Chihuahua (três por hipotermia e quatro por intoxicação por monóxido de carbono), uma em Durango e outra em Puebla (ambas por hipotermia).

No entanto, os números proporcionados pela Secretaria de Saúde podem aumentar na próxima semana com os mortos já informados pela Defesa Civil dos estados de Nuevo León, onde morreram duas pessoas e Tamaulipas, que conta uma morte.

Fontes do Serviço Meteorológico Nacional (SMN) lembraram hoje que o México segue imerso em uma intensa onda de frio derivada de uma massa polar ártica que chegou com uma baixa pressão.

"Já está tendo seus últimos momentos no país. Virão depois os remanescentes", disse à Agência Efe o meteorologista Jaime Albarrán.

No país, 20 dos 32 estados têm registrado temperaturas abaixo de 5 graus, entre eles Aguascalientes, Baixa Califórnia, Baixa Califórnia Sul, Chihuahua, Coahuila, Distrito Federal, Durango, Guanajuato, Hidalgo, Jalisco, México, Nuevo Leão, Puebla, Querétaro, San Luis Potosí, Sonora, Tamaulipas, Tlaxcala, Veracruz e Zacatecas.

Em seu boletim das 9h (13h, Brasília), o SMN prevê que as baixas temperaturas continuem "nas próximas 24 ou 36 horas". EFE jac/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG