Onda de frio na Argentina deixa ao menos 11 mortos

Más condições climáticas também afetam voos em várias cidades do país

EFE |

O número de vítimas pela onda de frio que castiga Argentina chegou a 11 com a morte de duas pessoas no noroeste do país, onde as más condições meteorológicas afetaram os voos domésticos.

Fontes de saúde informaram nesta segunda-feira que um idoso e um bebê morreram no domingo por hipotermia em La Rioja, capital da província homônima, elevando para 11 as vítimas fatais pela onda de frio polar que castiga o país desde na semana passada.

As nevascas e as fortes chuvas provocaram nesta segunda-feira, pelo segundo dia consecutivo, atrasos e cancelamentos de voos no aeroporto de Buenos Aires, onde centenas de passageiros permanecem à espera de embarque.

As fortes nevascas afetam voos de todas as companhias em direção a Bariloche, Esquel e Ushuaia, entre outros centros turísticos de inverno da Patagônia argentina que atraem estrangeiros, principalmente brasileiros.

    Leia tudo sobre: nevefrioargentina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG