A onda de frio siberiano continuava castigando nesta quinta-feira o Reino Unido, perturbando fortemente o tráfego rodoviário por causa da formação de placas de gelo nas estradas, mas os principais aeroportos permaneciam abertos, embora com cancelamentos e atrasos de voos.

As temperaturas caíram até quase 18 graus abaixo de zero nas pequenas localidades de Benson, no condado de Oxford (centro da Inglaterra), e Woodford, perto de Manchester, segundo o serviço meteorológico.

Milhares de escolas em todo o país permaneciam fechadas, para a alegria das crianças que aproveitam assim de uma extensão inesperada de suas férias de Natal.

Depois do caos de quarta-feira, os principais aeroportos funcionavam nesta quinta, mas as companhias British Airways e EasyJet cancelaram dezenas de voos em Gatwick e Heathrow.

Nas estradas congeladas, vários acidentes complicaram ainda mais a vida dos motoristas. Houve problemas também na rede ferroviária por causa da neve.

Cerca de 5.000 residências no sul da Inglaterra ficaram sem luz durante a noite dde quarta-feira, depois das fortes nevascas que danificaram as linhas de alta tensão, e cerca de 3.000 permaneciam ainda sem energia e, em alguns casos, sem calefação.

O serviço meteorológico, no entanto, indicou que a pior onda de frio em quase três décadas no país se prolongará até a próxima semana.

Na véspera, depois de afetar a Escócia e o norte de Inglaterra, a tempestade de neve atingiu os condados do sul do país e Londres, onde a camada branca chegou a acumular 47 centímetros de espessura em alguns pontos.

As autoridades também temem que em algumas zonas possa começar a faltar sal, que é espalhado pelas estradas para fundir a neve e o gelo acumulados nas nevascas que os serviços meteorológicos classificaram de "excepcionalmente grandes".

Em consequência dos problemas dos transportes, a central sindical TUC e muitas empresas recomendaram aos funcionários que permanecessem em casa, no caso do trajeto para o trabalho parecer muito caótico.

A onda de frio, que a meteorologia considera a mais grave desde 1981, matou uma pessoa até o momento. Um idoso faleceu na terça-feira ao perder o controle do carro em uma estrada congelada do condado de Hampshire.

A onda de frio afeta praticamente toda a Europa.

str/cn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.