Onda de frio causa mais de 80 mortes na Europa

Mais de 80 pessoas morreram devido a uma onda de temperaturas abaixo de zero e tempestades de neve que varreu a Europa nos últimos dias, causando engarrafamentos e atrasos que afetaram milhões. Na Polônia, pelo menos 42 pessoas tiveram mortes relacionadas ao frio nos últimos três dias, enquanto na Ucrânia este número chegou a 27.

BBC Brasil |

Outras 13 pessoas morreram em acidentes automobilísticos na Áustria, Finlândia e Alemanha, onde as temperaturas chegaram a - 33ºC. A polícia polonesa fez um apelo para que as pessoas ajudem sem-teto ou pessoas embriagadas que estejam nas ruas, já que, em alguns lugares do país, as temperaturas chegaram a - 20º C.

Segundo as autoridades do país, a maior parte das 42 pessoas que morreram de frio nos últimos dias era de sem-teto.

Também foram registradas mortes relacionadas ao frio na França, onde dois moradores de rua morreram.

Transportes

O frio também fez com que estradas, linhas férreas e aéreas tivessem seus serviços comprometidos em grande parte do norte da Europa, onde há previsão de mais neve para os próximos dias.

Grandes engarrafamentos foram registrados em estradas do sul da Grã-Bretanha, com informações sobre numerosos acidentes e pessoas abandonando seus veículos.

Os administradores da linha de trens Eurostar - que liga Londres, Paris e Bruxelas - afirmaram que a circulação voltará de forma "restrita" nesta terça-feira, depois de uma interrupção de três dias na linha ter deixado cerca de 75 mil pessoas sem poder viajar.

Segundo a companhia, apenas as pessoas que tinham passagens marcadas para sábado ou domingo serão autorizada a seguir viagem.

O acumulo de passageiros restante deverá ser liberado nos próximos dias.

Outras linhas férreas também foram comprometidas pelo frio. Em Zagreb, na Croácia, 50 pessoas ficaram feridas em um acidente de trem e, em Paris, 36 passageiros ficaram feridos em um descarrilamento.

Caos aéreo

Partes do continente ficaram cobertas com camadas de até 50 cm de neve durante do final de semana.

Na Grã-Bretanha, foram registrados grandes atrasos nos serviços de trens domésticos. Em alguns casos, ônibus foram destacados para substituir as locomotivas.

Na noite de segunda-feira, a companhia aérea British Airways cancelou todos os seus voos domésticos e para países europeus que saíam do aeroporto de Heathrow, o principal de Londres.

Outros aeroportos do país ficaram completamente fechados.

Na França, uma segunda onda de tempestades de neve atingiu o norte do país no domingo, o que fez com que voos fossem cancelados no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris.

O terceiro maior aeroporto da Alemanha, em Dusseldorf, também foi fechado devido à tempestade de neve de domingo.

Os três principais aeroportos da Bélgica ficaram completamente fechados e foram registrados cancelamentos e atrasos no aeroporto de Schiphol, em Amsterdã.

Leia mais sobre: frio

    Leia tudo sobre: europafrio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG