Onda de ataques assusta judeus de Berlim

BERLIM (Reuters) - A comunidade judaica da Alemanha alertou na segunda-feira para um aumento alarmante na violência antissemita praticada por imigrantes árabes e turcos, depois de a polícia local relatar dois ataques separados contra judeus no fim de semana. Há uma necessidade urgente de combater as raízes do antissemitismo, especialmente vindo de jovens turcos e árabes, e efetivamente contê-la, disse nota da Comunidade Judaica em Berlim.

Reuters |

"É alarmante que a violência da comunidade imigrante esteja sendo cada vez mais direcionada contra os judeus ou pessoas que eles supõem serem judias."

Por causa do passado nazista do país, até ataques relativamente pequenos contra judeus viram notícia na Alemanha.

Segundo a polícia, um dos incidentes ocorreu em uma estação de metrô, onde duas mulheres e um homem foram agredidos, inclusive levando golpes de garrafas de cerveja na cabeça.

De acordo com a imprensa local, os agressores antes perguntaram se as vítimas eram judias, e começaram a bater ao ouvirem que sim. A polícia procura os autores do crime.

No outro incidente, um alemão de 61 anos foi preso depois de gritar frases antissemitas para duas meninas de 10 anos em uma estação de trem. Ele ameaçou agredir um homem de 28 anos que usou uma garrafa de cerveja para protegê-las.

O autor dos insultos foi preso e pode ser indiciado por incitação ao ódio racial e tentativa de lesão corporal.

'

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG