OMS se defende de críticas sobre vacinação contra gripe

Genebra, 8 jan (EFE).- A Organização Mundial da Saúde (OMS) saiu hoje novamente em defesa de sua posição de promover a vacinação contra a gripe A nos grupos de maior risco, e ressaleou que pelo menos 150 milhões de pessoas foram vacinadas no mundo, mostrando que o produto é seguro.

EFE |

Essa é uma reação às críticas em diferentes países perante as campanhas de vacinação e à reticência de certos Governos, como o polonês, de realizar a imunização contra o vírus A (H1N1).

"A posição geral da OMS é que as vacinas são a melhor maneira de combater a pandemia, são uma medida preventiva e não reativa, e a prevenção sempre é o melhor", disse hoje o porta-voz da OMS, Gregory Hartl.

Afirmou que esta vacina demonstrou ter o mesmo perfil de segurança que a administrada contra a gripe sazonal, por isso "a recomendamos para os grupos de risco: trabalhadores de saúde, mulheres grávidas e crianças pequenas".

No entanto, disse o porta-voz, as decisões relativas à vacinação dependem totalmente de cada Governo.

A OMS confirmou hoje que a gripe A causou 12,799 mil mortes no mundo, confirmadas através de exames de laboratório. EFE is/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG