OMS se curva à pressão e muda nome da gripe suína

GENEBRA (Reuters) - A Organização Mundial da Saúde (OMS), cedendo à pressão dos produtores de carne e dos governos, disse nesta quinta-feira que vai passar a se referir ao novo vírus de gripe como influenza A (H1N1), e não mais gripe suína. A partir de hoje, a OMS vai se referir ao novo vírus de influenza como influenza A (H1N1), disse a organização em um breve comunicado publicado em seu site na Internet.

Reuters |

O novo vírus já contaminou 257 pessoas no mundo, causando 8 mortes (7 no México e 1 nos Estados Unidos).

O H1N1 se derivou de um vírus de gripe suína, mas só foi encontrado em humanos. Nenhum porco pegou a doença até o momento.

A OMS afirmou repetidas vezes que a doença não pode ser contraída ao se comer carne de porco assada.

O nome da gripe levou vários países a decretarem proibições a importação de carne de porco do México e dos Estados Unidos, onde a epidemia apareceu.

O governo do Egito ordenou o abate de porcos por temores da gripe.

(Reportagem de Jonathan Lynn)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG