Genebra, 28 abr (EFE).- A Organização Mundial da Saúde (OMS) advertiu hoje aos Governos que devem manter a vigilância, apesar dos casos confirmados até agora de gripe suína serem aparentemente leves, à exceção dos que causaram mortes no México.

"É cedo demais para dizer como seria uma possível uma pandemia desta gripe suína. A pior pandemia do século 20, a gripe de 1918 (que matou entre 25 milhões e 40 milhões de pessoas) começou relativamente leve e depois ficou muito grave", disse o diretor-geral adjunto para segurança sanitária da OMS, Keiji Fukuda.

"Temos que ter muito respeito com o vírus da gripe, que pode evoluir de forma imprevisível", acrescentou.

Fukuda confirmou que a OMS mantém o nível de alarme pandêmico na fase 4 (de 6), pois ainda não há confirmação que tenha havido contágios do vírus entre estudantes da escola de Nova York afetada, e que tenham se infectado alunos que não estiveram no México.

Paralelamente, a OMS informou que, por enquanto, só recebeu confirmação oficial de 70 casos dos laboratórios e de sete mortos, todos eles no México. EFE vh/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.