Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

OMS pede que medicina tradicional seja integrada em planos de saúde da China

Pequim, 9 nov (EFE).- A Organização Mundial da Saúde (OMS) reivindicou que a medicina tradicional chinesa se integre nos planos nacionais de saúde, segundo informou hoje a agência oficial Xinhua.

EFE |

NO encerramento do congresso nacional de medicina tradicional chinesa realizado em Pequim, o organismo das Nações Unidas publicou uma declaração na qual pede seu estabelecimento como "um dos recursos para aumentar a disponibilidade e tornar mais acessível o serviço".

"O povo tem o direito e o dever de participar individual e coletivamente nas decisões de seu sistema de saúde, incluindo o acesso à medicina tradicional", diz o documento.

No entanto, a OMS esclareceu que os Governos nacionais devem estabelecer mecanismos de licença e credenciamento destas práticas, como "medicina alternativa ou complementar".

Atualmente, a medicina tradicional já está presente em vários sistemas nacionais, sobretudo entre os países em desenvolvimento, "embora pouco a pouco seu uso também vai crescendo entre os países mais ricos", apontaram fontes da OMS. EFE dp/ma

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG