OMS pede à Novartis que desenvolva uma vacina contra a gripe suína

O grupo farmacêutico suíço Novartis anunciou nesta segunda-feira que a Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu que trabalhe no desenvolvimento de uma vacina contra o vírus da gripe suína, informou nesta segunda-feira um porta-voz.

AFP |

"Estamos em contato com a OMS para desenvolver uma vacina", afirmou o porta-voz da Novartis, acrescentando, no entanto, que até o momento não foi tomada nenhuma decisão sobre o início do desenvolvimento ou produção de um medicamenteo dessa índole.

"Ainda não recebemos as cepas do vírus para iniciar a fase de pesquisa", enfatizou a fonte.

Para desenvolver uma vacina contra a gripe aviária é preciso um prazo de três a seis meses, recordou o porta-voz.

A epidemia de gripe suína causou mais de 100 mortos no México, 20 dos quais confirmados.

O grupo farmacêutico suíço Roche também anunciou que está pronto para distribuir no mundo três milhões de doses de seu medicamento antiviral Tamiflu, recomendado contra o vírus da gripe suína.

A Roche doou em 2006 doses do medicamento à OMS para enfrentar uma ameaça de pandemia de gripe aviária, e mantêm as mesmas à disposição da organização, armazenadas na Suíça e nos Estados Unidos.

"Estamos prontos para enviar o Tamiflu assim que a OMS pedir", afirmou à AFP uma porta-voz da Roche, acrescentando que a organização confirou que o medicamento, recomendado contra a gripe aviária, também é eficaz contra o novo vírus da gripe suína do tipo A/H1N1.

Além das três milhões de doses colocadas à disposição pela Roche, a OMS tem dois milhões de doses deste antiviral, sob a forma de pílula, informou o porta-voz do laboratório suíço.

Dessa forma, no total, a OMS dispõe de cinco milhões de doses que permitirão curar o mesmo número de pessoas infectadas.

ale/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG