OMS lança alerta contra uso preventivo de Tamiflu

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou nesta sexta-feira para o risco do consumo do antiviral Tamiflu como uma medida preventiva contra a gripe suína. De acordo com a organização, o risco de o antiviral não funcionar é maior quando as pessoas consumem o medicamento antes de desenvolver os sintomas da gripe.

BBC Brasil |


A OMS afirma que 12 dos 28 casos de resistência viral ao remédio têm ligação com o uso preventivo de Tamiflu.

"O risco de resistência (ao medicamento) é considerado mais alto em pacientes com sistemas imunológicos gravemente comprometidos ou suprimidos, que tem uma doença prolongada, receberam o tratamento com oseltamivir (Tamiflu), mas ainda apresentam uma persistente replicação viral", informou a organização em seu site.

"O risco de resistência também é considerado mais alto em pessoas que receberam o oseltamivir (Tamiflu) para a chamada 'profilaxia depois da exposição', após entrar em contato com outra pessoa com gripe, e que então desenvolvem a doença, apesar de tomar o oseltamivir."

A OMS recomenda que as pessoas com sistemas imunológicos frágeis sejam monitoradas para o caso de apresentarem os sintomas e recebam o tratamento com o antiviral logo no início, caso apresentem sintomas.

A organização acrescentou, no entanto, que os casos de vírus resistentes ao Tamiflu ainda são esporádicos e raros. "Não há provas de que o vírus H1N1 resistente ao oseltamivir esteja circulando dentro das comunidades do mundo todo", informou a OMS em sua página na internet.

Leia mais sobre "gripe suína"

    Leia tudo sobre: gripe suínaomstamiflu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG