OMS: Grávidas devem ser precavidas porque têm mais risco de contrair gripe

Genebra, 31 jul (EFE).- A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou hoje que as grávidas têm um risco mais alto de contrair uma gripe, por isso que devem aumentar os mecanismos de precaução e consultar imediatamente um médico após notar os primeiros sintomas.

EFE |

"As grávidas têm mais risco de contrair a gripe em geral, e como a nova gripe afeta mais aos jovens, e as grávidas tendem a ser jovens, têm mais risco de contraí-la", assinalou hoje em entrevista coletiva a porta-voz da OMS Aphaluck Bhatiasevi.

A porta-voz acrescentou que as grávidas devem estar especialmente alertas aos sintomas e assim que os notem, consultar um médico.

Além disso, assinalou que a instituição que representa não tem reparos na prescrição de antivirais às grávidas, sempre e quando se faça com um estrito controle médico.

A porta-voz disse, além disso, que assim que a vacina contra a gripe suína esteja lista, as grávidas deveriam ser um dos primeiros grupos a ser vacinado.

Bhatiasevi indicou que nas próximas horas a OMS vai divulgar dados novos e mais específicos sobre como a nova gripe afeta as grávidas, graças a um estudo realizado nos Estados Unidos.

A porta-voz não informou sobre novos dados globais de infectados ou de mortos por causa da nova gripe.

Segundo os últimos dados da OMS, mais de 134 mil pessoas se infectaram com o novo vírus e 816 morreram. EFE mh/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG