OMS garante a qualidade das vacinas em preparação contra a gripe suína

A Organização Mundial da Saúde (OMS) assegurou nesta quinta-feira que os procedimento de fabricação das vacinas contra a gripe suína não serão acelerados em detrimento da qualidade do produto final.

AFP |

"A opinião pública tem que ter a segurança de que os procedimentos instaurados para a atribuição de uma licença às vacinas contra a pandemia são rigorosos e não comprometem a segurança nem a qualidade dos controles", explicou a OMS em um comunicado publicado em site, respondendo assim aos temores expressados nos meios de comunicação.

Os laboratórios farmacêuticos lançaram uma corrida contra o relógio para produzir rapidamente uma vacina contra o vírus A(H1N1).

Desde seu aparecimento em março passsado, o vírus se propagou para 168 países, matou 1.154 pessoas - a maioria na América Latina - e afeta atualmente 162.380, segundo o último balanço divulgado pela OMS.

Ante a ameaça de uma enfermidade que continua sendo benigna, mas, que de acordo com as projeções sobre as pandemias da OMs poderá chegar a afetar 2 bilhões de pessoas, os governos decidiram acelerar os procedimentos de autorização da vacina.

A OMS destaca que a segurança e a qualidade do medicamento não devem ser sacrificadas, já que a vacina se baseia na da gripe comum, permitindo procedimentos mais rápidos.

A nova vacina pode ficar pronta em setembro e inúmeros países estão preparando campanhas de vacinação em massa.

at/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG