Tamanho do texto

GENEBRA (Reuters) - A Organização Mundial da Saúde anunciou na terça-feira o envio a 72 países, inclusive o México, de um estoque do antiviral Tamiflu suficiente para tratar 2,4 milhões de pacientes com a nova gripe H1N1. O laboratório suíço Roche doou os estoques à agência da ONU há vários anos, para que seja usado em uma possível pandemia de gripe.

"A OMS está despachando 2,4 milhões de tratamentos dos antivirais para os 72 países mais necessitados, inclusive o México", disse a porta-voz Fadela Chaib em Genebra. "Parte do estoque será despachada hoje (terça-feira)", acrescentou.

O embarque será feito pela Suíça, por Maryland (EUA) e por Dubai (Emirados Árabes Unidos).

A porta-voz disse ainda que a OMS vai reforçar seus estoques regionais nas suas seis regiões, para uso em países que eventualmente detectem a doença, também conhecida como gripe suína.

A Roche informou no sábado que havia recebido uma solicitação da OMS para acionar os seus chamados estoques de reação rápida, e que a empresa também estava aumentando a produção do Tamiflu, de eficácia comprovada contra a nova doença.

A GlaxoSmithKline, segundo maior laboratório farmacêutico do mundo, disse na sexta-feira que também está aumentando a produção do Relenza, um antiviral administrado por inalação.

Tamiflu e Relenza são versões do genérico oseltamivir.

(Reportagem de Stephanie Nebehay)