OMS e farmacêuticas estudam situação da gripe

Genebra, 14 mai (EFE).- Especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e representantes das indústrias farmacêuticas e de outras áreas vão analisar hoje a situação em torno da gripe suína e trocarão informação para decidir sobre a produção de vacinas contra a doença.

EFE |

"Também estarão na reunião as agências de regulação, instituições acadêmicas e os representantes das diferentes regiões da OMS", disse à Agência Efe a porta-voz do organismo Fadela Chaib.

"No encontro, vão estudar como está a situação atual do vírus, que possibilidades há de que uma eventual pandemia seja grave, ou seja, se os infectados adoecerão com sintomas graves e inclusive o risco de mais mortes", acrescentou.

Também discutirão as diversas variantes em torno da vacina contra a gripe suína, "como a possibilidade de ela ser fabricada para uma determinada faixa de idade mais vulnerável", afirmou.

A reunião, que acontecerá em forma de videoconferência, está prevista para começar às 9h (de Brasília) e deve durar várias horas, informou o porta-voz Gregory Hartl.

Os dois porta-vozes da OMS asseguraram que se trata de uma "reunião em nível de grupo de trabalho", e que não são esperadas decisões para hoje ou os próximos dias.

Segundo os últimos dados oficiais da OMS, divulgados na quarta-feira, foram comunicados 5.728 casos da gripe suína distribuídos em 33 países, com 56 mortes registradas.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE vh/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG