GENEBRA (Reuters) - A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta terça-feira que cabe às autoridades nacionais decidirem se ampliam em dois anos o prazo de validade do antiviral Tamiflu, conforme recomendou o laboratório suíço Roche. A Agência Europeia de Medicamentos já ampliou de cinco para sete anos o prazo de armazenamento desse remédio, decisão seguida em julho pela Suíça, depois que a Roche apresentou novos dados mostrando que o antiviral permanece estável após esse período.

"A opinião da OMS é de que as prorrogações do prazo de validade são uma questão para as autoridades reguladoras nacionais", disse nota divulgada pelo porta-voz da OMS Gregory Hartl.

O Tamiflu, cujo nome genérico é oseltamivir, é um dos principais medicamentos usados no combate à pandemia da gripe H1N1. Os comprimidos atualmente no mercado têm um prazo de validade de cinco anos.

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.