Omar Khadr terá acesso a documentos secretos

A Suprema Corte do Canadá autorizou nesta sexta-feira que Omar Khadr, o único ocidental preso em Guantánamo, tenha acesso a informações secretas em poder de Ottawa, a fim de assegurar sua defesa diante do tribunal militar onde será julgado por terrorismo.

AFP |

A Corte fez uma exceção com os documentos que poderão comprometer a segurança nacional: um juiz deverá decidir quais documentos serão entregues aos advogados de Khadr.

Khadr, de 21 anos, tinha 15 quando foi preso em 2002 pelo Exército americano no Afeganistão, sob suspeitas de ser um membro da Al-Qaeda, e acusado de ter matado um soldado americano com uma granada.

Ele é acusado de homicídio, tentativa de homicídio, conspiração, assistência ao terrorismo e espionagem.

ps/fb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG