Omar bin Laden viaja ao Cairo após rejeição de asilo na Espanha

(Atualiza com sua partida ao Cairo) Madri, 8 nov (EFE).- Omar Bin Laden, filho do líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, partiu hoje de volta ao Cairo, após ser expulso da Espanha depois que o Ministério do Interior espanhol e o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) voltaram a não admitir a trâmite seu pedido de asilo no país.

EFE |

Fontes do Ministério do Interior espanhol informaram à Agência Efe, Omar bin Laden partiu em um avião comercial do aeroporto de Barajas à capital egípcia, cidade de onde procedia quando chegou à Espanha, na segunda-feira passada.

A advogada ressaltou que foi negado a seu cliente o pedido de asilo "com desculpas ridículas" e "por motivos políticos".

A intenção de seu representante legal era tentar que pelo menos lhe deixassem ir ao país que este solicitasse, em vez de viajar ao Egito, onde, segundo ele, "lhe esperam os sauditas para levá-lo à Arábia Saudita".

O Ministério do Interior espanhol e Acnur se mostraram pela segunda vez contrários a conceder o asilo ao filho de Osama bin Laden, após reexaminar seu expediente, baseado em suas declarações e nas provas que apresentou para apoiar seu caso.

Após ser entrevistado de novo pelo Acnur, esta instituição emitiu um novo relatório que coincidia com o redigido inicialmente e que propunha a negação da solicitação.

Omar bin Laden e sua esposa, Zaina Al-Sabah, chegaram a Madri na segunda-feira passada procedentes do Cairo e, após pedir asilo, permaneceram até sua partida na sala de trânsito e não-admitidos do aeroporto de Barajas. EFE cr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG