frágil - Mundo - iG" /

Olmert reconhece que trégua em Gaza é frágil

Jerusalém, 18 jan (EFE).- O primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, admitiu hoje que o cessar-fogo na Faixa de Gaza é frágil e que o Exército retomará a ofensiva contra o território se os milicianos do Hamas não suspenderem seus ataques.

EFE |

Na abertura da reunião semanal com seus ministros, Olmert disse esperar que o cessar-fogo unilateral adotado por Israel às 2h (22h de Brasília de sábado) também seja respeitado pelo movimento islâmico, embora tenha lembrado que Israel está preparado para todas as opções.

"Caso o fogo continue, o Exército está preparado. Saberemos atuar sem demora como requerem (as circunstâncias)", advertiu.

Nas últimas horas, a Faixa de Gaza foi palco de vários tiroteios entre as tropas israelenses e os milicianos palestinos. Pelo menos seis foguetes disparados do território palestino caíram em diferentes pontos de Israel.

Olmert reconheceu que "o cessar-fogo é frágil" e que "é preciso avaliá-lo minuto a minuto, hora após hora".

"As forças do Exército estão atentas, ouvem qualquer barulho e estão prontas para qualquer ordem", disse, lembrando que "a decisão" do Governo israelense de declarar um cessar-fogo unilateral "dá a Israel liberdade de ação para responder e retomar as operações militares caso as organizações terroristas continuem atacando". EFE elb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG