Israel bate onde pode para deter o terrorismo - Mundo - iG" /

Olmert: Israel bate onde pode para deter o terrorismo

Jerusalém, 26 mar (EFE).- O primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, comentou hoje de forma indireta as informações de que seu país bombardeou um comboio de armas no Sudão ao declarar que o Estado judeu bate onde pode para deter o terrorismo, tanto perto, quando longe.

EFE |

Olmert deu tais declarações um dia depois de a rede de televisão americana "CBS" divulgar que 39 pessoas morreram no início de janeiro no norte do Sudão, quando caças israelenses bombardearam um comboio de armas supostamente dirigido à Faixa de Gaza, onde Israel realizava então uma ofensiva militar.

"Não faz sentido entrar em detalhes, cada um pode usar sua imaginação", disse um misterioso Olmert em uma conferência sobre marketing político em Tel Aviv, segundo a imprensa local.

Este é o primeiro comentário de um dirigente israelense sobre a suposta operação, só confirmada oficialmente pelo ministro sudanês de Transportes, Mabruk Mubarak Salim, e que não teve comprovação independente.

Israel não costuma confirmar nem desmentir ações de caráter ofensivo em território de outros países, tanto as realizadas por seu Exército quanto pelos seus serviços secretos no exterior, como o Mossad.

Segundo a versão da "CBS", o armamento vinha do Irã e foi desembarcado em um porto sudanês, onde foi conduzido a 17 pequenos caminhões que deveriam chegar à Faixa de Gaza.

De acordo com a emissora americana, o ataque matou cidadãos "sudaneses, eritreus e etíopes".

A ofensiva militar israelense na Faixa de Gaza terminou no dia 18 de janeiro com o saldo de 1.400 mortos e 5.500 feridos entre os palestinos, segundo fontes médicas locais. EFE ap/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG