O primeiro-ministro israelense demissionário, Ehud Olmert, é favorável à evacuação de 60.000 colonos instalados na Cisjordânia dentro de um plano de paz comos palestinos, afirma nesta quinta-feira o jornal Yediot Aharonot.

Olmert apresentou as grandes linhas desse plano, a menos de duas semanas das eleições legislativas israelenses, em uma entrevista, na véspera, com o novo emissário americano para o Oriente Médio, George Mitchell, atualmente viajando pela região.

Olmert anunciou sua demissão em 2008 depois de seu suposto envolvimento em casos de corrupção. Ele perdeu a liderança do partido centrista no poder, o Kadima, que ficou nas mãos da ministra das Relações Exteriores, Tzipi Livni, candidata às legislativas antecipadas de 10 de fevereiro.

jlr/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.