Olmert é interrogado pela 16ª vez em caso de corrupção

Jerusalém, 27 fev (EFE).- O primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, que deixará o cargo assim que Benjamin Netanyahu formar seu novo Governo, foi interrogado hoje pela 16ª em relação aos escândalos de corrupção que acabaram com sua gestão, há seis meses.

EFE |

Agentes da unidade antifraudes interrogaram hoje Olmert durante três horas e meia na residência oficial do primeiro-ministro, em Jerusalém, disseram fontes policiais.

As fontes não precisaram os expedientes relacionados ao interrogatório de hoje, mas acredita-se que podem ser vários e, entre eles, está um de suposta fraude a instituições públicas para pagar viagens a familiares.

Há várias semanas, Olmert, que renunciou em setembro e provocou, com isso, a antecipação das eleições do passado 10 de fevereiro, é interrogado quase todas as sextas-feiras. EFE Elb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG