Jerusalém, 12 dez (EFE) - O primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, foi interrogado hoje pela 11ª vez pela Polícia em sua casa de Jerusalém por supostos casos de corrupção, informou o porta-voz policial, Micky Rosenfeld.

O interrogatório, realizado por agentes da Unidade de Fraude da Polícia, começou às 10h (5h de Brasília), e durou duas horas e meia, durante as quais Olmert foi indagado sobre supostas irregularidades na concessão de cargos e licenças quando dirigia o Ministério de Indústria, Trabalho e Comércio, no Governo de Ariel Sharon.

O primeiro-ministro interino de Israel apresentou sua renúncia em setembro, acusado de vários escândalos judiciais.

Em um caso envolvendo uma agência de viagens, Olmert também é suspeito de apresentar contas duplicadas a diferentes organismos e instituições das viagens que fez ao exterior para depois pagar as férias de sua família. EFE db/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.