Tamanho do texto

O primeiro-ministro israelense Ehud Olmert advertiu neste domingo que Israel está enfrentando agora perigos mais graves do que no passado, ao se referir ao programa nuclear iraniano, informou uma fonte oficial.

"No tenho necessidade de dizer a vocês que os perigos e as ameaças à segurança de Israel não se reduziram e em alguns aspectos são mais graves do que antes", afirmou Olmert à direção da Agência judaica, organismo para-governamental encarregado da imigração, citado por seu gabinete.

"No entanto, o Exército é forte e sabemos como nos defender", acrescentou.

Antes, um dirigente do partido Kadima de Olmert, presidente da Comissão de Relaciones Exteriores e Defesa da Knesset (Parlamento), Tsahi Hanegbi, disse que os esforços diplomáticos para deter o programa nuclear iraniano fracassaram até agora.

"As medidas do Ocidente contra o programa nuclear do Irã fracassaram", declarou Hanegbi, acrescentando que nos dois próximos anos seriam "cruciais".

As autoridades israelenses se negaram a comentar as informações segundo as quais recentes manobras aéreas israelenses no Mediterrâneo oriental eram um ensaio geral de um ataque contra as instalações nucleares iranianas.

ms/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.