Ike toca terra no sudoeste de Cuba - Mundo - iG" /

Olho do furacão Ike toca terra no sudoeste de Cuba

Miami, 9 set (EFE) - O olho do furacão Ike, que emergirá no sudeste do Golfo do México hoje à tarde, tocou terra de novo em Cuba, esta vez no litoral oeste da ilha, informou hoje o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, em inglês).

EFE |

O NHC, com sede em Miami, indicou em seu boletim de 12h (em Brasília) que o olho de "Ike" se encontrava 90 quilômetros ao sudoeste de Cuba e tinha tocado terra às 11h30 (em Brasília) no extremo sudeste da província de Pinar del Río.

"Ike", que deixou pelo menos quatro mortos em sua passagem por Cuba, se desloca rumo a oés-noroeste da ilha levando fortes chuvas e deve manter esta trajetória durante as próximas 24 horas.

Segundo esta trajetória, o olho do sistema se situaria esta tarde em águas abertas do sudeste do Golfo do México.

"Ike", de categoria 1 na escala de intensidade Saffir-Simpson, de um máximo de 5, apresenta ventos máximos sustentados de 130 km/h e "se espera algum enfraquecimento nas próximas horas, enquanto cruza o oeste de Cuba".

No entanto, os analistas acreditam que "Ike", que praticamente passou por Cuba de leste a oeste, ganhará força quando começar a se deslocar pelas águas quentes do Golfo do México.

A trajetória atual indica que no próximo fim de semana pode atingir o estado do Texas, mas ainda é cedo para prever a direção que tomará quando deixar Cuba.

Segundo o cone de projeção de sua trajetória, o olho de "Ike" poderia tocar terra em algum ponto situado entre o estado da Louisiana e México.

O ciclone "Ike", que perdeu intensidade à medida que percorria a ilha, chegou no domingo à noite à costa nordeste de Cuba com ventos máximos sustentados de 205 km/h.

"Ike" deixou pelo menos 66 mortos em sua passagem pelo Haiti e em Cuba obrigou à evacuação de mais de um milhão de pessoas, segundo fontes oficiais.

O sul da Flórida se encontra sob aviso de tempestade (passagem do sistema em 24 horas) de Ocean Reef até Dry Tortugas, incluindo a baía da Flórida, e tanto os turistas quanto os moradores foram obrigados a deixar a área.

O aviso de furacão em Cuba permanece ativo para as províncias de Havana, Cidade de Havana, Matanzas, Pinar del Río e Isla de la Juventud.

Os especialistas advertiram de que os residentes da península de Iucatã (México) devem vigiar a evolução do ciclone.

É possível também a formação de tornados isolados na região de Florida Keys e no extremo sul do estado.

Na atual temporada de furacões no Atlântico (de 1º de junho a 30 de novembro), foram formadas dez tempestades tropicais e cinco furacões.

Os meteorologistas da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA, em inglês) disseram que a temporada seria muito ativa, com a possível formação de 14 a 18 tempestades tropicais, das quais entre sete e dez poderiam chegar a se transformar em furacões.

EFE emi/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG