O.J. Simpson é considerado culpado de sequestro e roubo a mão armada

Washington - O famoso ex-jogador de futebol americano O. J. Simpson foi declarado culpado por um júri de Las Vegas (Nevada) de doze acusações de assalto, sequestro e roubo a mão armada, anunciou a secretária do tribunal ao ler o veredicto, transmitido ao vivo pelas televisões dos Estados Unidos.

EFE |

A juíza Jackie Glass deve agora fixar a condenação de Simpson e seu companheiro de golfe Clarence Stewart, também declarado culpado das doze acusações, em um prazo que pode se estender a 30 dias.

Depois de mais de doze horas de deliberações, o júri comunicou que tinha chegado ao citado veredicto, que poderia ser de prisão perpétua para ambos.

No dia 13 de setembro de 2007, Simpson e vários companheiros levaram de um hotel objetos assinados pela ex-estrela da Liga Nacional de Futebol Americano e outros artigos que ele considera de sua propriedade.

O roubo foi denunciado por Bruce Fremong, um vendedor de artigos esportivos que, segundo reconheceu, agendou um encontro em um hotel com um comprador anônimo, mas em seu lugar apareceu Simpson, de 61 anos, que afirmou que esses artigos lhe pertenciam.

Depois de uma discussão entre o vendedor e o ex-atleta, um dos colegas de Simpson ameaçou Fremong com uma pistola.

O comerciante, que admitiu conhecer Simpson desde os anos 90, disse que o confronto durou cinco ou seis minutos e terminou quando os supostos ladrões colocaram centenas de artigos em fronhas de travesseiro e deixaram o hotel.

Quatro das pessoas que acompanhavam Simpson se declararam culpadas de acusações menores e concordaram em testemunhar contra o ex-jogador de futebol americano.

Leia mais sobre: O.J. Simpson

    Leia tudo sobre: o.j. simpson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG