Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

O.J. Simpson é condenado a pelo menos 15 anos de prisão

O ex-jogador de futebol americano O.J. Simpson foi condenado a pelo menos 15 anos de prisão nesta sexta-feira em Las Vegas (Nevada, oeste dos EUA) por assalto à mão armada. Simpson já compareceu à audiência vestido com o uniforme de presidiário. Em nove anos, ele poderá tentar a liberdade condicional.

Redação com agências internacionais |

Acordo Ortográfico

"Eu sinto muito, sinto muito. Compareço diante de vocês desolado, um pouco desorientado", declarou o ex-jogador à magistrada Jackie Glass, durante a audiência. 

 

"Nunca tive a intenção de fazer mal a ninguém", afirmou, visivelmente nervoso e com a voz embargada. Simpson afirmou que só estava tentando recuperar objetos que foram roubados de sua família.

Segundo a rede CNN, antes de anunciar a sentença, a juíza Jackie Glass fez duras críticas a Simpson. "No começo desse caso, em uma audiência, eu disse ao sr. Simpson que não sabia se ele era arrogante, ignorante, ou as duas coisas. Durante o julgamento, consegui a resposta: ele é as duas coisas".

No dia 13 de setembro de 2007, Simpson e vários companheiros levaram de um hotel objetos assinados pela ex-estrela da Liga Nacional de Futebol Americano e outros artigos que ele considera de sua propriedade.

O roubo foi denunciado por Bruce Fremong, um vendedor de artigos esportivos que disse ter agendado um encontro em um hotel com um comprador anônimo. Em seu lugar apareceu Simpson, de 61 anos, que afirmou que os artigos lhe pertenciam.

Depois de uma discussão entre o vendedor e o ex-atleta, um dos colegas de Simpson ameaçou Fremong com uma pistola.

O comerciante, que admitiu conhecer Simpson desde os anos 1990, disse que o confronto durou cinco ou seis minutos e terminou quando os supostos ladrões colocaram centenas de artigos em fronhas de travesseiro e deixaram o hotel.

Quatro das pessoas que acompanhavam Simpson se declararam culpadas de acusações menores e concordaram em testemunhar contra o ex-jogador de futebol americano.

Trajetória

Orenthal James nasceu em 9 de julho de 1947 em São Francisco, Califórnia (oeste), e foi um dos mais célebres jogadores da NFL de sua geração.

Com dois anos de idade, no entanto, sofria de raquitismo, e precisou usar muletas para se locomover até os cinco. Mais velho, cresceu como uma criança problemática, que aos 13 anos passou a fazer parte de uma gangue de rua em São Francisco. Pouco depois, foi detido em um centro de recuperação para menores.

"Nunca fiz mal a ninguém", disse Simpson em uma entrevista à revista Playboy, em 1976. "Só batia nas pessoas que mereciam", como citou o site do canal ESPN.

Com um passado conturbado, foi graças a seu talento para o esporte que Simpson escapou de um futuro sombrio. Ainda segundo o ESPN.com, o jogador "possuía um talento inato para se comunicar, o que o elevou a um nível quase mítico, até se tornar o primeiro atleta afro-americano de grande repercussão na mídia".

Seu sucesso fora dos campos o conduziu naturalmente para o cinema e a televisão. Trabalhou em filmes como "Inferno na torre" (1974) e "Corra que a polícia vem aí" (1988), além de algumas séries e como narrador esportivo.

O ex-jogador teve três filhos com sua primeira mulher Marguerite Whitley, e dois com a segunda, Nicole Brown, que em 1992 entrou com um pedido de divórcio alegando o "comportamento agressivo" de seu marido. Em 1989, segundo o ESPN.com, Simpson foi acusado de bater na mulher e passou dois anos em liberdade condicional.

Assim, quando Nicole e seu amigo foram encontrados mortos, em 1994, todas as suspeitas recaíram sobre seu ex-marido.

Após um ano de julgamento em Los Angeles, carregado de acusações de racismo (Nicole era branca) e cercado pela mídia, o ex-jogador foi absolvido em um polêmico veredicto, recebido com indignação pela opinião pública americana.

Em 1997, um processo civil encontrou o responsável pelas mortes de Nicole e Goldman, mas as famílias das vítimas - e grande parte do país - nunca se convenceram da inocência de Simpson.

* Com informações da AFP e da EFE

Leia mais sobre: O.J. Simpson

Leia tudo sobre: o.j. simpson

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG