Oito soldados da Otan morrem no Afeganistão

Explosão de bomba no sul deixou sete mortos, enquanto outro membro das forças estrangeiras morreu na queda de helicóptero no leste

iG São Paulo |

Oito membros da Força Internacional de Assistência para Segurança (Isaf, na sigla em inglês) da Otan, foram mortos nesta quinta-feira no Afeganistão.

Sete morreram por uma bomba que explodiu no sul do Afeganistão, no pior incidente envolvendo soldados estrangeiros em um mês, de acordo com a coalizão. Um outro soldado da Otan foi morto nesta quinta-feira, quando um helicóptero caiu no leste do país. A causa do acidente está sob investigação.

AFP
Polícia afegão e soldados da Otan investigam explosão perto de posto policial em Cadahar, no sul do país (22/5/2011)
De acordo com a Otan, os sete soldados mortos no sul eram de nacionalidade americana. Somente neste ano, quase 200 soldados estrangeiros morreram no país.

Também nesta quinta-feira, uma explosão deixou dois policiais afegãos mortos e outros dois feridos na região montanhosa de Shorabak, em Candahar, a 19 km da fronteira com o Paquistão. O Taleban no Afeganistão assumiu responsabilidade pela explosão.

Bombas caseiras são armas usadas com frequência pelos insurgentes afegãos e representam mais de metade das baixas sofridas pelas tropas estrangeiras.

Abril

O número de mortos do ataque de quinta-feira foi a pior baixa entre as tropas estrangeiras em um único incidente desde que oito homens e um empreiteiro americano foram mortos a tiros por um piloto da Força Aérea afegã em um aeroporto militar em Cabul, em 27 de abril.

Tropas estrangeiras se preparam para iniciar uma redução gradual das forças a partir de julho. A previsão é que as últimas tropas estrangeiras se retirem do país do sul da Ásia até o fim de 2014.

*Com Reuters e AP

    Leia tudo sobre: afeganistãoataqueotansoldados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG