Oito soldados colombianos morrem em ataque das Farc

BOGOTÁ (Reuters) - Oito soldados colombianos foram mortos na quarta-feira, em um ataque rebelde com minas terrestres. Foi um dos ataques com maior número de militares mortos neste ano, segundo o Exército. As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) sofreram vários golpes neste ano, devido à pressão das forças de segurança apoiadas pelos Estados Unidos. Mas o grupo, que tem 44 anos de existência, ainda controla algumas áreas rurais do país.

Reuters |

Os soldados foram mortos enquanto patrulhavam a província de Narino, na costa do pacífico, onde as Farc e ex-membros das milícias paramilitares produzem e exportam cocaína com destino aos Estados Unidos.

Centenas de colombianos são mortos ou mutilados todos os anos pelas minas terrestres, que são enterradas para proteger as plantações de coca e os campos onde as guerrilhas mantêm seus reféns.

A violência nas estradas e áreas urbanas caiu no governo do presidente Alvaro Uribe, grande aliado da Casa Branca na América do Sul. Mas grupos em defesa dos direitos humanos dizem que um número crescente de fazendeiros e suas famílias estão sendo forçados a abandonar suas casas devido à violência relacionada à cocaína.

(Por Hugh Bronstein)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG