Oito sacerdotes integristas ordenados na Suíça

Uma missa solene para a ordenação, considerada ilegítima pelo Vaticano, de oito sacerdotes integristas aconteceu nesta segunda-feira em Econe, Suíça, sede do principal seminário da Fraternidade São Pio X.

AFP |

Como a capela era muito pequena, a missa foi celebrada sob um toldo branco, diante de 2.500 fiéis.

Os oito novos sacerdotes - sete franceses e um belga - têm entre 24 e 30 anos. Sete servem em paróquias e o oitavo é um monge capuchinho.

A missa foi celebrada em latim segundo o ceremonial tradicional anterior ao Concílio Vaticano II.

A cerimônia foi presidida pelo monsenhor Bernard Fellay, superior da Fraternidade São Pio X, fundada em 1970 pelo cardeal Marcel Lefebvre, contrário às decisões do Concílio Vaticano II.

A Fraternidade está à margem da Igreja Católica de Roma desde que Lefebvre, falecido em 1991, ordenou quatro bispos em 1988 sem o aval do Vaticano, que lembrou na semana passada considerar ilegítimas as ordenações de padres lefebvristas.

O Papa Bento XVI se viu em uma polêmica depois da suspensão da excomunhão de quatro bispos integristas da Fraternidade Pio X, incluindo o britânico Richard Williamson, que nega a existência do Holocausto de milhões de judeus pela Alemanha nazista.

"Enquanto a Fraternidade não tiver uma posição canônica na Igreja, seus ministros tampouco exercem ministérios legítimos na Igreja", afirmou na ocasião o Papa.

"As ordenações devem continuar sendo consideradas então como ilegítimas", destaca a sala de imprensa.

cv/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG