PEQUIM - Oito pessoas morreram durante manifestação em um mosteiro no sudoeste da China após um confronto com a polícia que, segundo a imprensa oficial, deixou um policial seriamente ferido.

Policiais armados atiraram na direção de moradores e monges do local após alguns monges do mosteiro Tongkor, na região tibetana da província de Sichuan, terem sido detidos pela polícia após uma operação de busca de imagens do Dalai Lama, disse a organização pelo Tibet em seu site oficial.

O mosteiro seria casa de 350 monges, de acordo com o site da prefeitura de Ganzi, onde fica o mosteiro. Telefonemas para o mosteiro e para a prefeitura do local não foram atendidos.

Na sexta-feira, a agência de notícias estatal chinesa Xinhua disse que 'um oficial foi atacado e seriamente ferido em um protesto', acrescentando que 'oficiais locais agiram para responder', sem dar detalhes sobre o incidente.

'A polícia foi obrigada a dar tiros de alerta e acabar com a violência, uma vez que oficiais e pessoas estavam em grande perigo', disse a Xinhua em sua reportagem em inglês.

A imprensa local chinesa em chinês não fez nenhuma referência ao incidente neste sábado.

Leia também:

Leia mais sobre Tibete

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.