ISLAMABAD - Pelo menos oito pessoas, entre elas três policiais, morreram hoje em um ataque suicida cometido na cidade paquistanesa de Mardan, informou uma fonte oficial.

Um suicida detonou sua carga explosiva na passagem do veículo do subinspetor geral da Polícia da região, Akhter Ali Shah, disse o responsável do distrito ao canal privado "Geo TV".

Além de matar os três policiais, o atentado causou a morte do motorista e de dois guardas de segurança de Shah, mas o subinspetor saiu ileso do ataque, segundo a fonte.

Os feridos por causa do atentado, que ocorreu perto do escritório de Shah, foram levados ao hospital. As forças de segurança isolaram a zona e as autoridades declararam alerta máximo na cidade.

Mardan é a capital do distrito de mesmo nome, que pertence à Província da Fronteira Noroeste e faz limite com algumas das demarcações tribais fronteiriças com o Afeganistão.

O Exército paquistanês realiza várias operações na Província da Fronteira Noroeste contra os fundamentalistas, reunidos sob o movimento Tereek e-Taleban Pakistan.

Em 28 de outubro, uma "jirga" (assembléia) formada por representantes políticos e tribais paquistaneses e afegãos se reuniu em Islamabad e decidiu iniciar conversas com os talebans e outros grupos insurgentes dos dois lados da fronteira, se estes respeitarem o estado de direito. 

Leia mais sobre Paquistão 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.