Oito militantes pró-Tibete são expulsos da China

Oito militantes estrangeiros pró-Tibete que tentaram fazer uma manifestação na quarta-feira perto do principal centro olímpico de Pequim foram expulsos do país, anunciou nesta quinta-feira a organização Students for a Free Tibet.

AFP |

O grupo foi detido no momento em que exibia um cartaz onde se lia "Free Tibet", ao mesmo tempo em que forças de segurança tentavam impedir que a prisão fosse filmada por uma equipe de televisão do canal britânico ITN.

Os militantes expulsos são sete americanos e uma japonesa, ainda de acordo com a ONG.

"Os sete americanos foram mandados para Los Angeles, e devem estar quase chegando", disse à AFP Brianna Cotter, porta-voz da Students for a Free Tibet.

A oitava manifestante, Pema Yoko, filha de pai tibetano e mãe japonesa, foi deportada para Frankfurt e de lá segue para Londres, informou Cotter.

"Sinto que tenho o dever de defender a identidade tibetana e falar em voz muito alta contra o brutal regime chinês, que destrói a terra natal de meu pai", escreveu Yoko em um comunicado emitido à AFP.

Nos últimos dias, várias manifestações pró-Tibete foram registradas em Pequim - todas interrompidas rapidamente pelas forças de segurança do governo chinês. Todos os participantes estrangeiros foram expulsos do país.

mbx/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG