Oito milicianos xiitas são condenados à morte no Iraque

Bagdá, 26 mai (EFE).- Um tribunal iraquiano condenou à morte oito milicianos xiitas acusados de assassinar, roubar e lançar ataques contra as tropas iraquianas, informaram hoje fontes policiais na província de Diwaniya, no sul do país.

EFE |

As fontes disseram aos jornalistas que os oito processados reconheceram durante as investigações que cometeram os crimes.

As fontes não identificaram os acusados, nem precisaram a data em que foi pronunciada a sentença.

Também não foi confirmado, até o momento, se os oito xiitas pertencem ao Exército Mehdi, liderado pelo clérigo xiita Moqtada al-Sadr, ou a outra milícia xiita.

As províncias do sul do Iraque, principalmente Basra e Diwaniya, foram cenário de episódios de violência protagonizados por milicianos xiitas.

Desde março do ano passado, o Governo iraquiano lançou várias operações de segurança, nas quais foram detidos dezenas de rebeldes.

EFE am/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG