A crise financeira pode colocar na rua 20 milhões de pessoas em todo o mundo até o final de 2009, afirmou o diretor geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Juan Somavía, em uma entrevista coletiva à imprensa.

Segundo as estimativas da OIT apresentadas por Somavía, "o número de desempregados (em todo o mundo) poderá subir de 190 milhões em 2007 para 210 milhões no final de 2009" e inclusive ser maior se a crise se agravar.

"Precisamos de uma ação rápida e coordenada dos governos para evitar uma crise social que poderá ser grave, prolongada e mundial", acrescentou o chileno.

at/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.