Oficial acredita que trabalho no Haiti pode afetar ações no Afeganistão

Washington, 20 jan (EFE).- O desdobramento militar dos Estados Unidos no Haiti, que até agora recebeu aproximadamente 12 mil militares e vários navios de guerra com toneladas de ajuda, pode afetar o envio de mais tropas ao Afeganistão, reconheceu hoje um oficial do Pentágono.

EFE |

"Por enquanto não houve atrasos, mas esses desdobramentos colocam pressão", disse um oficial, que só aceitou falar se fosse mantida sua condição de anonimato.

"Somos conscientes e continuamos estudando com muito cuidado o impacto que o desdobramento de nossas tropas pode ter em outras operações no mundo", ressaltou o oficial.

O presidente americano, Barack Obama, apresentou em dezembro do ano passado sua nova estratégia para o Afeganistão, na qual comprometeu o envio de 30 mil soldados adicionais em seis meses para serem somados aos 68 mil americanos e cerca de 30 mil de outros países que já estão no país asiático.

O oficial destacou que a missão militar no Haiti não tem tempo limite para estadia dos soldados, e depende das necessidades que forem detectadas com o passar dos dias.

O oficial assinalou que, para determinar a data de saída das tropas americanas do Haiti, primeiro é preciso que a Agência de Cooperação americana (USAID, na sigla em inglês) e o Governo do Haiti analisem o alcance dos danos causados pelo terremoto.

"Passaram apenas sete dias do terremoto, ainda não sabemos realmente a magnitude do dano", assinalou o oficial, que insistiu que ainda não se pode falar de semanas ou meses de permanência das tropas. EFE elv/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG