Ofensiva russa contra Geórgia foi minuciosamente preparada, diz Saakashvili

A invasão da Geórgia por parte da Rússia foi minuciosamente preparada, afirmou o presidente georgiano, Mikhail Saakashvili, que acusou o Ocidente de não ter feito nada para impedir a ação, em entrevista publicada nesta segunda-feira pelo jornal sueco Dagens Nyheter.

AFP |

"A invasão estava planejada há vários meses e ninguém dentro da comunidade internacional os deteve", lamentou Saakashvili.

Vários observadores acusaram a Geórgia de ter provocado a invasão russa de 8 de agosto por causa de sua ofensiva militar, um dia antes, para recuperar o controle da região georgiana separatista da Ossétia do Sul. Moscou afirmou, então, ter atuado apenas para proteger a região.

Saakashvili assegurou que a Rússia teria atacado de qualquer maneira, enfatizando que "horas antes, 18.000 soldados russos e centenas de tanques foram mobilizados na Ossétia do Sul".

"Todas as tropas estavam mobilizadas uma semana antes da incursão. Quem os teria impedido? Nossa passividade? Não, apenas uma ação decisiva do Ocidente", explicou .

Saakashvili declarou igualmente que continua esperando uma resposta da comunidade internacional contra a ocupação da Geórgia por parte da Rússia e seus reconhecimento unilateral da independência da Ossétia do Sul e da outra região separatista georgiana, Abkházia.

nl/pau/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG