Ofensiva militar provocou fuga de 2,4 milhões de paquistaneses

Um total de 2,4 milhões de civis fugiram dos combates iniciados há um mês pelo Exército paquistanês, como parte da vasta ofensiva contra os talibãs no vale de Swat, anunciou a ONU.

AFP |

"O novo fluxo registrado desde 2 de maio procedente dos distritos de Baixo Dir, Buner e Swat tem 2,38 milhões de pessoas em deslocamento", afirmou à AFP Ariane Rummery, porta-voz no Paquistão do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur), que cita dados fornecidos pelo governo da Província da Fronteira do Noroeste (NWFP)".

O Exército paquistanês lançou uma ofensiva devastadora contra os insurgentes talibãs em 26 de abril no Baixo Dir, dia 28 em Buner e em 8 de maio no Swat.

A maioria dos deslocados se mudou para a casa de amigos e parentes, mas muitos estão em abrigos criados pelo governo.

O ministro paquistanês da Informação, Qamar Zaman Kaira, afirmou à imprensa que o governo está fazendo o possível para atender as pessoas em fuga.

Os novos deslocados se somam às 550.000 pessoas que fugiram em 2008 de batalhas similares. Organizações de defesa dos direitos humanos advertiram que este é o maior movimento de deslocamento no Paquistão desde a separação da Índia em 1947.

sjd-cm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG