Moscou, 8 ago (EFE).- Os bombardeios e a ofensiva das tropas georgianas contra a Ossétia do Sul causaram hoje mais de 1.

400 mortes, afirmou hoje o líder da região separatista, Eduard Kokoiti.

"Morreram pouco mais de 1.400 pessoas. Seguiremos informando os dados, mas as baixas são dessa ordem, e se baseiam nas informações dos familiares das vítimas", disse Kokoiti.

O Ministério da Defesa da Rússia denunciou por sua parte que mais de 10 tropas de paz russas morreram hoje, e outras 30 foram feridas em um ataque das tropas georgianas aos quartéis das forças de paz em Tskhinvali.

A Rússia enviou hoje tropas, 150 carros de combate e peças de artilharia à Ossétia do Sul, com o objetivo declarado de "proteger as forças de paz russas e os habitantes dessa região", que em sua maioria têm cidadania russa.

O Exército russo afirmou que suas unidades blindadas tomaram posições próximo a Tskhinvali e atacaram posições das tropas georgianas que bombardeavam a cidade. EFE se/gs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.