Ofensiva do Exército deixa ao menos 16 mortos no Sri Lanka, segundo guerrilha

Nova Délhi, 23 mai (EFE).- Pelo menos 16 pessoas, entre elas 6 crianças, morreram hoje durante um ofensiva militar lançada pelas tropas cingalesas contra uma caminhonete que retornava de um hospital em Vanni, no norte do Sri Lanka, informou o site Tamilnet, próximo à guerrilha tâmil.

EFE |

Uma fonte militar consultada pela Efe telefonicamente disse não dispor de nenhuma informação a respeito do incidente.

Unidades do Exército cingalês lançaram operações em Vani, área controlada pela guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE), durante o dia de luto decretado na região pela recente morte de um líder rebelde.

No total quatro homens, seis mulheres e seis crianças perderam a vida no ataque, segundo o Tamilnet.

O jornal cingalês "Daily Mirror", por sua parte, assegurou ter se tratado da explosão de uma bomba em um ônibus, que teria deixado 17 pessoas mortas.

O Exército cingalês e a guerrilha mantêm combates constantes no norte e no leste do país, onde as tropas do Sri Lanka tentam encurralar os rebeldes.

Os rebeldes lutam há mais de duas décadas para conseguir um Estado independente na região nordeste da ilha, onde a etnia tâmil é majoritária, frente à cingalesa, que predomina no resto do país. EFE mb/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG