Cabul, 6 jul (EFE).- Pelo menos 22 pessoas, a maioria mulheres e crianças, morreram hoje em um bombardeio das tropas da coalizão multinacional liderada pelos Estados Unidos na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão, informou uma fonte oficial afegã.

As vítimas morreram durante uma ofensiva aérea quando voltavam de um casamento em Aska Meena, disse à Agência Efe o chefe desse distrito, Maulawi Aziz, cargo nomeado pelo governador provincial.

Outras treze pessoas sofreram ferimentos em conseqüência dos bombardeios, que ocorreram às 6h30 (23h de Brasília do sábado).

Antes, o comando militar americano informou que vários supostos talibãs morreram em ataques aéreos lançados pelas tropas da coalizão em Nangarhar.

Segundo um comunicado do comando dos EUA, os militares detectaram a presença de supostos talibãs no distrito de Deh Bala, próximo à fronteira com o Paquistão, e iniciaram os bombardeios.

Neste sábado, uma fonte oficial afegã informou que outros 22 civis tinham morrido em um bombardeio aéreo das tropas da coalizão, enquanto o comando militar dos EUA confirmou a ofensiva, mas disse que as vítimas foram 12 talibãs.

O presidente afegão, Hamid Karzai, ordenou uma investigação para esclarecer o que aconteceu nessa operação. EFE nh/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.